O Mundo Autista

Sophia Mendonça aborda autismo e transgeneridade em pesquisa

O texto fala sobre a nova publicação científica da youtuber e escritora Sophia Mendonça, sobre a interseccionalidade entre autismo e transgeneridade.

A youtuber do “Mundo Autista“, escritora e pesquisadora Sophia Mendonça, defenderá sua pesquisa de mestrado. Isso, em 23 de fevereiro. “A Interseccionalidade entre Autismo e Transgeneridade: diálogos afetivos no Twitter” é o título da obra.

Sophia Mendonça, mulher autista e transgênero

Sophia é mulher autista trans, jornalista e autora de oito livros. Inclusive “Autismo no Feminino: a voz da mulher autista”, em pré-venda. Para ela, a pesquisa é uma oportunidade de trazer elementos às vezes esquecidos. Dessa maneira, há temas que passam por assuntos diversos. Isso, desde a comunicação na Internet até deficiência e identidade de gênero. Logo, ela acredita que a pesquisa ajudará a “reflexão crítica sobre vários pontos que passam pela nossa sociedade”.

O trabalho tem supervisão de Sônia Pessoa. Assim, o estudo ocorreu no Grupo de Pesquisa em Comunicação, Acessibilidades e Vulnerabilidades. O Afetos, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). É uma pesquisa nova no Brasil. Ainda mais na área da Comunicação Social. Além disso, os avaliadores serão Sônia Pessoa e Camila Mantovani. E, também, Juarez Dias e Maurício Jr. Todos professores doutores.

O projeto sobre autismo e transgeneridade

O projeto busca construir diálogos entre as experiências da autora. Afinal, Sophia é mulher transgênero, autista, ativista e produtora de conteúdo sobre autismo.

Desse modo, a conversa acontece com postagens públicas de autistas transgêneros no Twitter. Já que há vários fatores para que uma maior prevalência de diversidade de gênero entre autistas. E que ela não seja vista como engano ou impressão.

Mas as visões sobre autismo ainda são cheias de polêmicas. Isso inclui gênero, sexualidade e autonomia. A autora percebe quais são as conversas possíveis entre as experiências de uma mulher trans e autista e conteúdos de pessoas na mesma condição no Twitter.

A publicação de “A Interseccionalidade entre Autismo e Transgeneridade: diálogos afetivos no Twitter” ocorre após a banca de defesa.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments