O Mundo Autista

Filósofo Daisaku Ikeda morre aos 95 anos

Filósofo Daisaku Ikeda morre aos 95 anos. Ele desenvolveu a Educação humanística Soka. Paz e cultura marcaram trajetória de escritor japonês.

Filósofo Daisaku Ikeda morre aos 95 anos. Ele desenvolveu a Educação humanística Soka. Paz e cultura marcaram trajetória de escritor japonês.

O filósofo japonês Daisaku Ikeda morreu na noite de 15 de novembro, aos 95 anos, de causas naturais, em sua residência na cidade de Tóquio. Ele foi presidente da organização neobudista Soka Gakkai Internacional (SGI). Além disso, Ikeda tornou-se conhecido como prolífero autor de romances, ensaios e poemas sobre direitos humanos, paz, sociedade, juventude, preservação do meio ambiente, arte e cultura.

Então, dentre as principais publicações do escritor, estão as os romances “Revolução Humana”, “Nova Revolução Humana” e a coletânea de ensaios “Desafios de uma Nova Era de Paz. No Brasil, Ikeda ocupou, desde 1993, a cadeira de número 14 da Academia Brasileira de Letras (ABL) como sócio correspondente da instituição.

Seguindo o pesquisador Oliver Urbain (University of Southern California e University of Bradford), “Ikeda é, em um nível, líder de um movimento religioso, Soka Gakkai, que começou no Japão, onde mantém sua sede, e contabiliza doze milhões de adeptos em todo o mundo. Em outro nível, ele é uma figura global, cujas conversas com diversos escritores, pensadores e diplomatas, incluindo Arnold Toynbee, Joseph Rotblat e Mikhail Gorbatchev, lhe renderam um perfil internacional, bem como o reconhecimento acadêmico. Talvez, acima de tudo, Daisaku Ikeda seja visto como um defensor da Paz. Ele representa a contribuição específica para a Paz, por meio do diálogo”.

Daisaku Ikeda e a educação humanística Soka

Ikeda desenvolveu um sistema de educação humanística. Em 1968, ele fundou em Tóquio, as Escolas Soka Second do ensino básico e superior. Já em 1971, Ikeda criou a Universidade Soka. Em 2001, fundou a Soka University of America. Além disso, o filósofo atuou como professor na Universidade Estadual de Moscou e na Universidade da Califórnia.

O pesquisador Jason Goulah (DePaul University) definiu Ikeda como quem refinou a filosofia de educação Soka proposta por Tsunessaburo Makiguchi. Segundo o estudioso, isso ocorreu por  meio de uma “visão de mundo da resistência dialógica”. Em 1993, Ikeda recebeu o título de Doutor Honoris Causa da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Paz e cultura marcaram trajetória de escritor japonês

A pesquisadora brasileira Sophia Mendonça (UFMG e Ufpel) considera que os ensinamentos de Ikeda transcendem a base religiosa e emergem aplicáveis a diversos povos e culturas. O escritor fundou instituições culturais como a Associação de Concertos Min-On e o Museu de Arte Fuji de Tóquio. Em Manaus, na Amazônia brasileira, implantou o Centro de Pesquisas e Estudos Ambientais, o Cepeam.

Daisaku Ikeda trabalhou para a normalização das relações sino-nipônicas nos anos 1960. Além disso, ele é membro honorário do Val de Bievres Photo Club. Também, o escritor é membro correspondente da Associação de Arte Austríaca e membro honorário da Sociedade de Fotografia de Singapura.

Redação do Mundo Autista

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Autismo
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments