De Repente 30 - O Mundo Autista
O Mundo Autista

De Repente 30

Qual a moral do filme De Repente 30? Infelizmente, a comédia romântica não envelheceu bem por ceder a chavões machistas.

Qual a moral do filme De Repente 30? Infelizmente, a comédia romântica não envelheceu bem por ceder a chavões machistas.

Disponível na Netflix, De Repente 30 é mais uma comédia dos anos 2000 ao estilo Sessão da Tarde. Então, a obra repete o velho mote de uma pessoa que se vê em um outro corpo, em outra circunstância.

O que significa De Repente 30?

Aliás, de início o filme nos apresenta à protagonista Jenna Rink quando ela ainda é uma adolescente vivida por Christa B. Allen. Mas após ser destratada e enganada mais uma vez pelas colegas, ela se vê imersa em um feitiço. E a partir daí, Jenna é interpretada por Jennifer Garner como uma editora de revista muito bem-sucedida. Então, a esnobe colega de escola agora é sua amiga e colega de trabalho, papel de Judy Greer.

Qual a moral do filme De Repente 30?

Assim, neste sentido, De Repente 30 incomoda por reforçar o discurso da rivalidade pouco saudável entre as mulheres de negócios. Além disso, para piorar, a obra é muito superficial na abordagem humorística proposta. Ou seja, há poucas e rápidas cenas com foco no estranhamento da menina ter que se virar como adulta.

Dessa forma, a obra foca nas disputas femininas na empresa e no lado comédia romântica. E é neste contexto machista que surge Mark Ruffalo, o amigo deslocado que agora é um adulto. Porém, isso ocorre sem uma explicação convincente para favorecer a química entre os dois bons atores. Assim, sobra pouco para o filme se escorar.

Avaliação

Avaliação: 1.5 de 5.

Trailer

Trailer do filme De Repente 30, disponível na Netflix

Autora da Crítica

Sophia Mendonça é uma youtuber, podcaster, escritora e pesquisadora brasileira. Em 2016, tornou-se a pessoa mais jovem a receber o Grande Colar do Mérito em Belo Horizonte. Em 2019, ganhou o prêmio de Boas Práticas do programa da União Européia Erasmus+.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments

Subscribe
Notify of
guest
5 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
John RoyRoll
John RoyRoll
1 ano atrás

Querendo taxar um filme de 2004 como machista. Achei que iria ler um texto legal sobre o filme e leio essa merda típica da geração mimimi que tudo quer problematizar.

Alexsandra
Alexsandra
1 ano atrás

NUNCA LI TANTA IDIOTICE….

sam
sam
1 ano atrás

mine at the end varies because he likes to analyze deep inside the script, I want to see if it has context and direction. Apart from that, whenever I watch it I feel something emotionally that makes me happy and sad at the same time, this movie reminds me of a verse from the bible of Matthew 5 9/11, for me, the movie is a summary of that verse with a happy ending

Thiago
Thiago
18 dias atrás

Um filme agradável. O interessante
é que a personagem faz o que muitos de nós queríamos fazer. Voltar no tempo e mudar atitudes. Quanto a sua crítica ela doi muito rasa para eu poder criticar. Não sou um fã apaixonado por esse filme ( é bem clichê) mas sua crítica também é clichê.