O peso do autismo nível 1 de suporte - O Mundo Autista
O Mundo Autista

O peso do autismo nível 1 de suporte

O peso do autismo nível 1 de suporte está representado por uma mulher, sentada à mesa com o notebook ligado e expressão cansada. Ela é branca e tem cabelos pretos, lisos e compridos.

Sem as adequações necessárias, a pessoa autista nível 1 de suporte se desgasta muito nas tarefas do dia a dia.

O peso do autismo nível 1 de suporte acontece quando, a pessoa que se enquadra no autismo nível 1 de suporte parece, aos olhos dos demais, ser “menos autista” que os outros. Isso não existe. Autismo é autismo. Aliás, estar dentro do transtorno do espectro do autismo, TEA, significa precisar de mais ou menos suporte no dia a dia.

Assim, temos o autismo classificado em três níveis:

  • * Nível 1: popularmente conhecido como “leve”, quando o indivíduo precisa de pouco suporte,
  • * Nível 2: o nível “moderado”, cujo grau de suporte necessário é razoável e,
  • * Nível 3: conhecido como autismo severo, quando o indivíduo necessita de muito suporte.

O autista nível 1 de suporte costuma ser invalidado em suas limitações. Dessa forma, eles são cobrados e precisam provar, a todo momento, que suas necessidades de apoio precisam ser legitimadas. Esse é, sem dúvida, o peso do autismo nível 1 de suporte.

Uma vez autista nível 1 de suporte, sempre autista nível 1

Durante uma reunião de trabalho, uma mulher autista, de 55 anos, escreveu para nosso site muito chateada. Ela narrou que a reunião era com quase 20 participantes, a maioria desconhecida. Desse modo, ela se sentiu muito estranha, como se não estivesse em seu corpo durante toda a manhã, enquanto durou a reunião. Entretanto, ela conseguiu se sair bem. Mas ao voltar para casa, permaneceu 3 dias se sentindo exausta.

Esse é um bom exemplo do que pode acontecer com a pessoa com peso do autismo nível 1 de suporte. Certamente, não houve a antecipação de onde seria a reunião, quantas pessoas participariam e como seria a contribuição de cada uma delas. Por isso, embora conseguisse participar, nossa leitora teve o que a psicóloga descreveu de despersonificação, que é um tipo de distúrbio da saúde mental em que a pessoa se sente constantemente desconectado de seu corpo e de seus pensamentos.

Ou seja, o transtorno de despersonalização é caracterizado por uma sensação persistente ou recorrente de desligamento do próprio corpo ou dos próprios processos mentais, como se a pessoa fosse um observador externo da sua vida (despersonalização) e/ou por uma sensação de desligamento do ambiente em que se encontra (desrealização). Mas é preciso entender que tal transtorno em nossa leitora e em muitos autistas com nível 1 de suporte acontece como uma defesa do cérebro. Em outras palavras, é como se a mente tentasse tirar a pessoa daquela situação incômoda.

Você acha complicado?

Imagina para o autista adulto que convive com isso e muito mais em seu dia a dia, quando o ambiente não oferece a ele, as condições adequadas para um suporte que o inclua, necessariamente, de maneira efetiva e assertiva. Haja crise de exaustão social!

Selma Sueli Silva é criadora de conteúdo e empreendedora no projeto multimídia Mundo Autista D&I, escritora e radialista. Especialista em Comunicação e Gestão Empresarial (IEC/MG), ela atua como editora no site O Mundo Autista (Portal UAI) e é articulista na Revista Autismo (Canal Autismo). Em 2019, recebeu o prêmio de Boas Práticas do programa da União Europeia Erasmus+. Prêmio Microinfluenciadores Digitais 2023, na categoria PcD. É membro da UNESCOSOST movimento de sustentabilidade Criativa, desde 2022.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments

Subscribe
Notify of
guest
6 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Elizabeth NC Costa
Elizabeth NC Costa
4 meses atrás

Acabei de receber o diagnóstico de autismo do meu esposo aos 62 anos de idade. Preciso aprender muitas coisas pra ajudar- nos.

Wesley
Wesley
1 mês atrás

Tenho 39 anos anos e sempre fui “diferente”. Já me falaram e desconfio fortemente que sou autista. Como faço para saber?

Silvia
Silvia
29 dias atrás

Por enquanto só fiz os testes todos deram 80% autista nível 1 mas eu tenho 55 anos mas sem a vida sendo jogada para lá e para cá e julgada Porque tem uma irmã terapeuta psicóloga que colocou um monte de rótulos em vez de transtorno de personalidade bipolaridade anorexia bulimia isso Acabou com meu casamento o respeito das pessoas para comigo sou uma pessoa profissionalmente muito conceituada mas muito jogada pela família e acho que eu estou numa profunda depressão por isso me enganarem tiraram tudo de mim pela minha agilidade assinei papéis aonde eu perdi todo o meu dinheiro e é muito bom compartilhar isso com alguém porque é muito complicado tudo isso às vezes sinto vontade de sumir tô cansada desses rótulos e do julgamento o fato de você ser diferente acaba dando a oportunidade de todo mundo te humilhar te julgar e desvalorizar desacreditar